lugar do conhecimento

ciência, tecnologia e muito mais…

Projecto Quark! e Delfos Novembro 7, 2008

Um conjunto de empresas da área da tecnologia com ligações directas à Física e à Engenharia Física vai apoiar, no novo “ano lectivo”, a Delfos e a Quark!, as “escolas” pré-universitárias de elite da Faculdade de Ciências e Tecnologia da universidade de Coimbra (FCTUC).
Do grupo fazem parte a ISA, empresa na área da instrumentação e telemetria, e a Active Space Technologies, que desenvolve tecnologia para a indústria espacial, entre outras.
O arranque do novo ano lectivo está marcado para o próximo domingo, dia 9 de Novembro, quando perto de uma centena de jovens de todo o país, entre os quais, alguns medalhados das olimpíadas de Matemática e de Física, se juntarem no Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, para darem a conhecer a edição 2008/09 dos projectos das duas escolas.
Desde o início da participação de Portugal nas Olimpíadas Internacionais de Matemática e Física que a FCTUC tem vindo a preparar as equipas de estudantes que representam Portugal nessas competições.
A Delfos e a Quark! acolhem, anualmente, largas dezenas de jovens talentos nessas disciplinas, oriundos de vários pontos do país.
Estas “escolas” de excelência, combinam sessões presenciais aos fins-de-semana com formação à distância pela Internet, têm o patrocínio da Universidade de Coimbra, da Agência Ciência Viva, da Fundação Calouste Gulbenkian, e contam com a colaboração das Sociedades Portuguesas de Matemática e de Física.

fonte: SAPO TEK

http://www.fis.uc.pt/quark

http://www.mat.uc.pt/~delfos/


……

Anúncios
 

Computador Magalhães Setembro 23, 2008

Três mil computadores Magalhães começaram a ser distribuídos em 16 escolas do país para os alunos do primeiro ciclo. Até ao final do ano, meio milhão de crianças deverão ter o Magalhães. Custa 50 euros para os alunos que não têm apoio escolar e é oferecido a alunos de famílias necessitadas.

análise técnica ao computador Magalhães parte 1 parte 2 parte 3

site do Programa E-Escolinha http://www.eescolinha.gov.pt

vídeo com a perspectiva dos alunos AQUI e AQUI

declarações de José Sócrates AQUI

……

 

Líderes Julho 31, 2008

Resumo interessante de um artigo da revista Harvard Business Review sobre a escolha de líderes:

.

The Idea

You know that tapping the right individuals for leadership positions is an essential executive task. But too often, the wrong people are selected.

Why? Executives often evaluate candidates based on gossip, hearsay, and casual observation. They also fall prey to the halo effect: overvaluing certain attributes (raw ambition, operational proficiency) while undervaluing others (ability to inspire, willingness to take risks).

The cost? The wrong people ascend their corporate ladder—and the company falters.

To escape this scenario, compile a balanced picture of each candidate. Learn which skills to ignore, and use a radical group evaluation process to discover the real gems among your candidates.

.

The Idea in Practice

Overvalued Skills

The surprising truth about certain overvalued skills:

.

Peeling the Leadership Onion

Use this group evaluation process to generate a more complete, balanced view of candidates. You’ll identify stellar leaders who have concrete competencies and softer skills.

1. Assemble a group—including the candidate’s current and former bosses and other executives who have worked with him—to discuss his history in light of a wide range of leadership criteria—e.g., ability to assemble top-notch staff, strategic thinking, integrity.

2. An internal executive or consultant directs the group’s discussion by asking carefully crafted questions (e.g., “How quickly can the candidate integrate diverse information?”). The leader focuses discussion on observed behaviors only, elicits evidence behind opinions, encourages participants to add information and question each other—and notes emerging patterns. As if peeling an onion’s layers, each question delves more deeply than the last.

3. Use responses to predict the candidate’s performance in a position of greater responsibility (“If she were to fail, what would you predict might be the most likely reasons?”). Also, determine her development priorities (e.g., “She needs to manage a geographically dispersed organization”).

The ultimate goal of peeling the onion? Use candid, confidential, and comprehensive information to identify and develop top leaders.

fonte: Harvard Business Review

……

 

Laboratórios Bell Junho 29, 2008

ver reportagem sobre os laboratórios Bell AQUI

notícia da criação da Cátedra Alcatel-Lucent e cooperação científica com os Bell Labs promovida pelo governo Português AQUI

.

Fundados em 1925, ainda herdeiros da invenção do telefone os laboratórios Bell fizeram história e mantêm um papel determinante em muitas áreas cientificas, destacando-se, como seria de esperar, tudo o que diz respeito às telecomunicações.
Quase tudo o que está relacionado com transmissões de dados passou por lá. Desde a primeira transmissão por fax (1925) até às primeiras experiências de DSL que dariam origem a um dos principais meios de transmissão de dados na Internet de hoje.
O transístor que revolucionou a electrónica, as células solares inicialmente usadas para alimentação eléctrica de pequenos aparelhos em locais remotos e que hoje se banalizam na habitação, a investigação das redes que permitiram o uso de telemóveis, a transmissão por satélite, o sistema operativo Unix e a linguagem de programação C, estes e muitos milhares de outros feitos, começaram ou passaram pelos Laboratórios Bell.
Propriedade do ex-monopólio das comunicações que foi a AT&T, os Laboratórios Bell podiam e deviam dedicar-se à investigação pura e dura, mesmo assim a lista de invenções práticas é impressionante.

.

Da Irlanda e Holanda até Índia e China, os laboratórios trabalham em 4 continentes, e tencionam alargar as parcerias. Daí a criação de uma cátedra em Portugal, e de um acordo para que estudantes universitários portugueses se aperfeiçoem em New Jersey. A parte académica é completada com acordos de cooperação com o Ministério das Obras Públicas e Telecomunicações. O governo e os Bell Labs vão colaborar em áreas como as redes sem fios e as redes de fibra óptica de nova geração algumas das grandes áreas de negócio da Alcatel Lucent.

fonte: www.sic.pt

 

Tecnologias para a educação Fevereiro 4, 2008

Filed under: tecnologia — RM @ 10:57 am
Tags: , ,

Vodpod videos no longer available.

.