lugar do conhecimento

ciência, tecnologia e muito mais…

Valorizar a inovação nacional Julho 8, 2008

Artigo de opinião de Paulo Nordeste no Jornal Expresso de 5 de Julho de 2008.

:

No IV encontro da Cotec Europa, que teve lugar no passado dia 27 em Nápoles, foi salientada a necessidade de melhorar as estratégias de inovação passando a valorizar, no processo de inovação, os serviços, os modelos de negócio, o “design”, as marcas e as melhorias organizacionais e operacionais, de forma equivalente à ciência e tecnologia.

Na abordagem tradicional, seguida normalmente pelos países mais desenvolvidos tecnologicamente, o processo de inovação é dominado pela Investigação e Desenvolvimento (I&D), traduzida em conhecimento explícito que depois é transformado em produtos e serviços.

A liderança é assumida pelos departamentos de I&D das grandes empresas e pelas instituições ligadas ao sistema científico. A inovação assume um carácter exploratório. As despesas de I&D em percentagem do PIB e o número de patentes, são indicadores vulgarmente utilizados para medir o sucesso do sistema.

Por outro lado, em países como Portugal, Espanha e Itália, onde o tecido empresarial é dominado por PME, o processo de inovação assenta no chamado modelo DUI (Doing, Using, Interacting), em que o desenvolvimento dos produtos e serviços recorre a conhecimento tácito e localizado.

A inovação é essencialmente do tipo operacional. A sua quantificação é mais difícil e menos estruturada.

Os dois modelos não são incompatíveis mas complementares, conforme explicou o Prof. Vítor Corado Simões, do ISEG, na apresentação de uma excelente comunicação sobre indicadores de inovação.

Contudo, estas diferentes abordagens têm um reflexo significativo na forma como os sistemas de inovação dos países europeus são comparados e avaliados, afectando a sua posição no painel de inovação.

A Cotec Europa está a trabalhar com a Comissão Europeia para tentar melhorar e corrigir esta situação.

A inovação operacional é tanto ou mais importante do que a inovação exploratória. É preciso que seja devidamente reconhecida e valorizada nas empresas e nos países.

Paulo Nordeste

……

Anúncios
 

Cavaco coloca ênfase na inovação Junho 2, 2008

ver vídeo da RTP AQUI

Cavaco Silva quer os empresários mais virados para a inovação e para as universidades.
O Presidente acha que essa é a única forma de ultrapassar as dificuldades de uma economia global.

 

Neuromarketing chega a Portugal Maio 12, 2008

A QSP – Consultoria de Marketing celebrou um acordo exclusivo com a empresa liderada pelo neurocientista David Lewis, a Mind Lab Internacional, que lhe permitirá disponibilizar às empresas portuguesas algumas das mais importantes e inovadoras ferramentas de estudos de mercado e de comportamento dos consumidores através do neuromarketing.
O acordo celebrado entre as duas entidades prevê a representação da QSP para Portugal, Espanha, Brasil e países de expressão portuguesa, numa clara aposta desta Consultora na vanguarda dos mais recentes avanços da neurociência aplicados ao marketing.

David Lewis, apontado como pai do neuromarketing, é famoso pelos estudos de comportamento do consumidor e pelas pesquisas sobre o cérebro utilizando técnicas de Electroencefalografias Quantificadas. Este procedimento não-evasivo envolve a detecção e análise da actividade no cérebro a fim de melhor compreender a forma como as pessoas pensam, sentem e reagem quando realizam as suas actividades quotidianas.

continuar a ler esta notícia do site CiênciaPT AQUI

.

 

Concurso Nacional de Inovação BES Abril 29, 2008

O Concurso Nacional de Inovação BES é uma iniciativa em que se divulga e premeia projectos de investigação aplicados a sectores críticos para o futuro da economia portuguesa, tais como Energias Renováveis, Saúde, Processos Industriais, entre outros.

Foi recentemente lançada a edição de 2008. Nesta edição os sectores a concurso são: processos industriais, saúde, comércio e serviços, energia, agro-industriais.

Pode-se consultar um suplemento do Diário Económico onde o concurso é apresentado AQUI

(editado a partir de um documento disponibilizado pela Universidade do Porto)

Lista de Vencedores da edição de 2007 AQUI

:

 

Audax – Negócios à Prova, os finalistas Abril 28, 2008

Como se refere no site do concurso Audax – Negócios à Prova, trata-se de um programa orientado para empreendedores, cujo objectivo é o de desenvolver o espírito de iniciativa de natureza empresarial, em qualquer sector de actividade. Após 11 programas foram escolhidos os 3 finalistas.

Os projectos que propõem são:

– Desenvolvimento, fabrico e comercialização de equipamentos metálicos para a construção civil e indústria em geral mais informação AQUI

Projecto de Concepção de um Sistema Autónomo de Corte de Relva; mais informação AQUI

–  Um sensor de controlo in vivo da qualidade de frutos utilizando um método inovador de luminescência de aroma; mais informação AQUI

.

Podem saber mais sobre os projectos que concorreram e outras informações do programa  em

http://www.audax.tv

.

 

Sete empresas portuguesas entre as 2000 maiores do mundo Abril 4, 2008

Filed under: economia — RM @ 8:14 pm
Tags: , , ,

A EDP, BCP, PT, Sonae SGPS, BPI, Brisa e Cimpor são as sete empresas portuguesas representadas no ranking da Forbes para as 2000 maiores companhias do mundo, numa lista encabeçada pelo Citigroup e em que mais de um terço das empresas são norte-americanas. A maior empresa portuguesa é a eléctrica EDP, cujas vendas ascendem a 9,8 mil milhões de dólares, ocupando a 435ª posição no ranking. No segundo lugar entre as portuguesas surge o BCP, na 457ª posição, com vendas de 5,36 mil milhões de dólares e um valor de mercado que ascende a 10,65 mil milhões. A Sonae SGPS, a holding de Belmiro de Azevedo, surge no 1101º posto da classificação, o que significa uma subida de 77 posições face ao ano anterior.

fonte: www.dn.pt

artigo na Revista Forbes AQUI