lugar do conhecimento

ciência, tecnologia e muito mais…

Virtual out-of-body experience Dezembro 2, 2008

vídeo:

Vodpod videos no longer available.

Mais informação em:

http://www.newscientist.com/article/dn12531-outofbody-experiences-are-all-in-the-mind.html

http://www.newscientist.com/article/dn16180-swapping-your-body-becomes-a-virtual-reality.html?DCMP=OTC-rss&nsref=tech

……

Anúncios
 

Project Prakash Julho 20, 2008

.

http://web.mit.edu/bcs/sinha/prakash.html

.

O projecto Praskash, idealizado por Pawan Sinha (professor do MIT), tem como objectivo identificar crianças indianas que possuam uma cegueira tratável, disponibilizar-lhes gratuitamente um tratamento e utilizar o acompanhamento pós-cirúrgico de apenas algumas delas como forma de estudar os mecanismos envolvidos no desenvolvimento das funções cerebrais que possibilitam a identificação e percepção de objectos.

Uma conjugação de ciência e apoio social muito interessante!!

 

Macaco conseguiu alimentar-se através de um braço robótico Maio 29, 2008

ver vídeo AQUI

Um macaco conseguiu alimentar-se através de um braço robótico cujos movimentos foram controlados pelo seu próprio cérebro. A investigação, publicada na prestigiada revista científica Nature, foi liderada por investigadores da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos. Segundo os investigadores, este avanço pode levar ao desenvolvimento de próteses para pessoas com lesões cervicais ou para pessoas com doenças degenerativas, como Esclerose Amiotrófica Lateral.

ver notícia completa do Jornal Público AQUI

 

Como usar as cores para criar impacto Maio 21, 2008

Uma grande parte das empresas continua a pensar que as cores utilizadas nos seus documentos têm um fim puramente estético – mas a aparência é o menos importante para se conseguir impressionar os clientes. Estejam as pessoas conscientes disso ou não, escolham ou não as cores mais funcionais, não é possível fugir à psicologia das cores, que é a ferramenta mais poderosa da comunicação e que deriva dos nossos instintos mais profundos.
As cores podem ser utilizadas para influenciar respostas, por exemplo quando se pretende tranquilizar os clientes utiliza-se o verde, se por outro lado o objectivo é instigar acção, o vermelho será a cor certa.
É um facto cientifico que o ser humano não responde somente a uma cor, mas a todas as cores que visualiza, não existem cores más somente más combinações de cores.
Um dos erros mais comuns nas empresas é não dar importância à cor quando produzem folhetos promocionais. Para qualquer projecto de design o logotipo e as cores da empresas devem ser o ponto de partida. É importante analisar todas as cores que se pretendem utilizar conjuntamente com o logotipo com o objectivo de se conseguir reforçar os valores da organização. Enquanto se apostar na harmonia global das cores não se corre o risco de contradizer a mensagem que a empresa transmite através das cores.

continuar a ler este artigo AQUI

 

António Damásio em entrevista na SIC Maio 20, 2008

ver entrevista AQUI

 

Neuromarketing chega a Portugal Maio 12, 2008

A QSP – Consultoria de Marketing celebrou um acordo exclusivo com a empresa liderada pelo neurocientista David Lewis, a Mind Lab Internacional, que lhe permitirá disponibilizar às empresas portuguesas algumas das mais importantes e inovadoras ferramentas de estudos de mercado e de comportamento dos consumidores através do neuromarketing.
O acordo celebrado entre as duas entidades prevê a representação da QSP para Portugal, Espanha, Brasil e países de expressão portuguesa, numa clara aposta desta Consultora na vanguarda dos mais recentes avanços da neurociência aplicados ao marketing.

David Lewis, apontado como pai do neuromarketing, é famoso pelos estudos de comportamento do consumidor e pelas pesquisas sobre o cérebro utilizando técnicas de Electroencefalografias Quantificadas. Este procedimento não-evasivo envolve a detecção e análise da actividade no cérebro a fim de melhor compreender a forma como as pessoas pensam, sentem e reagem quando realizam as suas actividades quotidianas.

continuar a ler esta notícia do site CiênciaPT AQUI

.

 

Há cérebros que não percebem quando é preciso parar de comer? Abril 15, 2008

As pessoas com excesso de peso podem não saber quando e quanto é suficiente nos seus estômagos. Uma investigação que recorreu a imagens do cérebro revela como as “mensagens” de saciedade podem ser entregues ao organismo com diferentes tempos de intervalo o que levará a que algumas pessoas continuem a comer mesmo depois de “cheias”.

continuar a ler esta notícia do Jornal Público AQUI